Grupo de Escotismo

 

    No início de 1965, o Padre Severino trouxe o escotismo para a Paró­quia Sagrada Família. Naquela época, era um seminarista de Viamão quem chefiava duas patrulhas de jovens escoteiros. Nesse mesmo ano, entretan­to, o chefe ficou impossibilitado de comparecer aos sábados, e, assim, acéfalo o grupo desfez-se.

    Mais tarde, voltou á Paróquia, pois o Grupo Escoteiro Tapajós, com sede na escola Técnica Parobé, soube do seu interesse em ter na igreja o movimento escoteiro dispôs-se a agrupar-se aos seus jovens. Feitos os contatos todos os componentes do Tapajós mudaram-se para a Igreja Sa­grada Família, onde até hoje realizam suas atividades, tendo o Padre Severino como Chefe Espiritual. Em 1966 funcionou uma companhia de bandeirantes na Paróquia.

    Preocupado com um lugar para a sede dos escoteiros, resolveu destinar um local atrás do salão paroquial e com recursos provenientes de atividades com os pais, o Grupo construiu sua sede, inaugurada em 1966 pelo próprio Padre Severino.

    Nos acampamentos e acantonamentos, muitas vezes, Padre Severino comparecia para uma visita espiritual e então rezava missa no local.

    Durante muito tempo, não só os escoteiros da Paróquia, como outros grupos de Porto Alegre, tiveram a oportunidade de utilizar para suas ativi­dades um local em de Morungava, onde havia uma casa construída pelos proprietários para que os jovens paroquianos pudessem conviver com a natureza; esta foi uma conquista sua para o escotismo e para os diversos movimentos da Paróquia.

    Em 1997 foi aberta uma sala no Grupo Escoteiro Tapajós com o nome Monsenhor Severino Brun.

Igreja Sagrada Família - POA

Todos os Direitos Reservados - 2013

Desenvolvido por Felipe Machado